Cooperativa de artistas completa um ano de existência!

Cooperativa de Artistas
Em abril de 2016 nosso sonho coletivo, a Cooperativa de Artistas, completou seu primeiro ano de vida!

Foi um período de mudanças significativas relacionadas a maneira como seus 03 coletivos fundadores, Núcleo Teatral Filhos da Dita, Grupo de Circo Teatro Palombar e Cia Teatral Aos Quatro Ventos, se organizariam a partir de uma nova perspectiva: a da confiança, cooperação e empreendedorismo.

Esse caminho coletivo vem sendo trilhado a passos curtos e cautelosos, como forma de respeitarmo-nos e criarmos novas perspectivas e sonhos em comum da forma mais coerente com a nossa prática.

Mas, o que esperamos de 2016?

Almejamos que seja um ano de boas realizações para a Cooperativa de Artistas! E começamos muito bem!

A Cooperativa de Artistas junto a outros 7 empreendimentos coletivos, foi selecionada pelo projeto Ações Integradas de Economia Solidária MTE – SENAES (Ministério do Trabalho e Emprego – Secretaria Nacional de Economia Solidária) que tem como objetivo “promover o desenvolvimento local e o empoderamento de jovens em situação de vulnerabilidade, a partir da inclusão socioeconômica com base nos princípios da economia solidária, fortalecendo assim uma rede de empreendimentos culturais nas periferias da Cidade de São Paulo como estratégia de fomento às cadeias produtivas populares (cultural, alimentação, moda e artesanato), configurando arranjos econômicos territoriais de produção, comercialização e consumo, para a promoção do desenvolvimento juvenil, territorial e sustentável”. Saiba mais em: https://www.facebook.com/redesdeempreendimentos/

Estamos ansiosos pelos novos conhecimentos e novas oportunidades que poderemos criar a partir da participação e realização deste projeto que acontecerá ao longo de todo ano de 2016 em periferias da cidade de São Paulo.

Assim seguimos, acreditando e batalhando para que este mundo seja possível, propondo ações e intervenções positivas em Cidade Tiradentes e construindo relações baseadas na horizontalidade e no diálogo em coletivo. Dessa maneira a cooperativa se desenvolve a cada dia por meio da união de jovens do bairro dispostos a construir não só sua estruturação econômica e artística, mas para juntos investirem em projetos e ações que de transformação por meio da cultura em sua comunidade!

Evoé!